AGORA SÃO 837 MOTIVOS PARA CONTINUAR! ME DÊ MAIS UM MOTIVO!

201 MOTIVOS PARA CONTINUAR ACREDITANDO:

PAGANDO PARA SERMOS FERRADOS... COMEÇA TUDO DE NOVO!

PAGANDO PARA SERMOS FERRADOS, COMEÇA TUDO DE NOVO

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

OITO ANOS DE LULA DECLARANDO SEU AMOR PELO NORDESTE NO QUE É QUE DEU?



População do Nordeste é mais vulnerável, diz estudo do Ipea
Pesquisa considera fatores como qualidade da habitação, acesso à educação e ao mercado de trabalho

Estudo divulgado nesta terça-feira (17) pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) mostra que a população do Nordeste é a que mais está vulnerável em relação às suas condições de vida.

A pesquisa, intitulada “Vulnerabilidade das Famílias entre 2003 e 2009”, considerou a variação de dimensões sociais e econômicas no período e constatou que a vulnerabilidade se concentra mais fortemente nas áreas rurais de Alagoas, Maranhão, Piauí, Ceará e Pernambuco.

Ao apresentar os dados, hoje, o coordenador do estudo, Bernardo Furtado, citou como exemplos de fatores que aumentam a vulnerabilidade a restrição do acesso a oportunidades - seja pela qualidade inadequada da habitação ou por sua precária localização, pelo acesso dificultado a uma vaga no mercado de trabalho, pela falta de acesso à educação e ao conhecimento ou pelos efeitos dessa falta de conhecimento sobre prevenção e saúde.

O índice de vulnerabilidade das famílias foi medido com base em dados da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), e leva em conta seis dimensões: vulnerabilidade social, acesso ao conhecimento, acesso ao trabalho, escassez de recursos, desenvolvimento infanto-juvenil e condições habitacionais.

O índice nacional de vulnerabilidade das famílias brasileiras, em 2009, registrou melhora de pouco mais de 14% em relação à média de 2003. Segundo Furtado, mesmo regionalmente, o índice apresentou melhora como um todo.

No entanto, ele observou que o Nordeste mantém os maiores valores em termos absolutos, enquanto a região Norte apresenta a menor evolução dos indicadores no período.


- Em termos de evolução, a região Norte foi a menos dinâmica em relação às melhoras, talvez pelas distâncias que são grandes, o que gera uma dificuldade de mobilidade. Com isso, há mais dificuldade do gestor público operar.


E TOMA MUSIQUINHA!
video

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DESABAFOU? RIU? BRINCOU? SE COMOVEU? CHOROU? NÃO GOSTOU?
DE QUALQUER FORMA EU TENTEI! TÔ VENDO TUDO ESTÁ FAZENDO SUA PARTE! MAS SE GOSTOU OU NÃO, FAÇA SUA PARTE, COMENTANDO !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...