AGORA SÃO 837 MOTIVOS PARA CONTINUAR! ME DÊ MAIS UM MOTIVO!

201 MOTIVOS PARA CONTINUAR ACREDITANDO:

PAGANDO PARA SERMOS FERRADOS... COMEÇA TUDO DE NOVO!

PAGANDO PARA SERMOS FERRADOS, COMEÇA TUDO DE NOVO

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

curtas e GROSSAS - ETA POVINHO BUNDÃO!

O novo trem pagador carrega R$ 20 bilhões



No início, o projeto do trem-bala Rio-São Paulo seria totalmente bancado pelo setor privado. Meses depois, aventou-se colocar a União nos trilhos. Agora, com a edição da Medida Provisória 511/10, enviada ao Congresso, a locomotiva do BNDES entrou de vez na linha. O governo vai emprestar, com os devidos juros, R$ 20 bilhões ao consórcio que operar o trem. Mas o trem descarrila no papel no Artigo 4º da MP. Está ali o vagão da bondade, um cofre aberto. Em outras palavras, determina que o Ministério da Fazenda abata até R$ 20 bilhões, “parte do saldo devedor de operações de crédito firmadas” com o BNDES, “em contrapartida às provisões para crédito de liquidação duvidosa registradas”. Ou seja: se o trem for “assaltado” pelo próprio condutor, a conta sobra para o governo.
 

Cidades, o ministério que todo mundo sonha ter


jb

Marcio Fortes , que comanda o Ministério das Cidades, segundo maior orçamento do governo, posto ali pela cota de Severino Cavalcante (!), tinha tudo para dar errado a levar-se em conta o padrinho. Mas ganhou a confiança do presidente Lula e de Dilma Rousseff. Está no cargo há cinco anos, apesar de todo o assédio do PT, PSB e PMDB para a vaga. Os três partidos agora cobram a cadeira da eleita e criticam demoras em obras. O problema, no entanto, Dilma já sabe. Há um gargalo enorme na Caixa Econômica Federal, o cofre do orçamento do ministério, porque faltam técnicos para as medições de obras do PAC. E nesse ritmo, muita obra de saneamento e infraestrutura anda devagar. Fortes ainda cuida do Denatran e da Habitação. Seu futuro no cargo ainda é um mistério.

Tribo vai para banco de reservas no Maraca


jb

No Maracanã, índio quer apito, quer casa, e quer ver jogo da Copa de 2014. Mas, extracampo, virou uma novela o futuro do prédio abandonado ao lado do estádio, na Tijuca, onde vivem hoje 20 nativos de várias etnias. Alifazem artesanato, estudam línguas indígenas e se sustentam.O prédio é do Ministério da Agricultura e já abrigou o Museu do Índio (hoje em Botafogo). Os remanescentes não querem sair. A Odebrechet e a Andrade Gutierrez, porém, já cercaram o local para destruí-lo e enviaram emissários a Brasília a fim de negociar uma saída pacífica da tribo lá dentro. O local será usado para estacionamento ou lojas.

EU COMENTO:
Destruir uma construção desta invergadura histórica é uma sacanagem! As vezes paro em frente ao mesmo e fico admirando o quanto o prédio é masjestoso, mesmo agora nessessitando de reformas ( mas vão destruí-lo). Eta povinho bundão!


Farc comemoram eleição de Dilma Rousseff

O comando das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) comemorou a eleição de Dilma Rousseff (PT) como presidente do Brasil. Em comunicado divulgado nesta sexta-feira no site da Agência de Notícias Nova Colômbia (ANNCOL), o comando das Farc elogia a eleição da “presidenta”. Os guerrilheiros classificam Dilma como “uma mulher ligada sempre à luta pela justiça”. Os integrantes da organização dizem acreditar que a brasileira contribuirá para a paz e a união dos povos da América do Sul e lembram que ela se posicionou publicamente a favor de uma solução pacífica para o conflito colombiano. “A ascensão de Dilma à Presidência multiplicou nossa esperança na possibilidade de alcançar a paz pela via do diálogo e da justiça social.”
A nota é assinada pelo secretariado do Estado-Maior Central das Farc, datada de 1 de novembro, apesar de só ter sido publicada nesta sexta, e tem como endereço de procedência as “montanhas da Colômbia”.
Confira a íntegra da nota:


12/11/2010
às 16:47

Entenda a saudação das Farc a Dilma Rousseff

No post abaixo, vocês lêem a íntegra da saudação das Farc à eleição de Dilma Rousseff no Brasil. O texto diz um pouco mais do que parece. Notem que a narcobandidagem alude à “convicção pública” de Dilma de que é preciso haver uma “saída política para o conflito interno da Colômbia”. O que isso quer dizer?
O governo Lula não chega a ser um Hugo Chávez, que reconhece as Farc como “força beligerante”, isto é, como um movimento que luta por uma causa legítima. Mas também se nega a admitir o caráter terrorista do grupo, ainda que seus métodos falem por si mesmos. As Farc praticam atentados contra alvos civis e militares, seqüestros, extorsões, assassinatos e mantêm campos de concentração na floresta, onde estão centenas de “prisioneiros”, submetidos a condições subumanas. Sua principal fonte de financiamento é o tráfico internacional de drogas.
A despeito disso, mais de uma vez, Lula exortou os “companheiros” a aderir à luta política, a se converter em “força democrática”. E, vejam só!, usou o PT como exemplo a ser seguido, como se as Farc tivessem hoje outra pretensão que não a de ser um elo na cadeia do narcotráfico. Movimento originalmente marxista, que aderiu à luta armada, a ideologia é só a fachada que lava a real atividade do grupo — vale dizer: uma droga lava a outra.
N dia 1º de março de 2008, forças colombianas atravessaram a fronteira do Equador e atacaram um acampamento das Farc instalado naquele país, com a concordância do governo do filoterrorista Rafael Correa. Na operação, morreu Raul Reyes, um dos principais líderes do grupo. O Brasil, por intermédio do megalonanico Celso Amorim, liderou os esforços para condenar o então presidente da Colômbia, Álvaro Uribe, como se o continente não estivesse diante de um escândalo: um país dava apoio logístico a um grupamento terrorista.
À época, Marco Aurélio Top Top Garcia, que chegou a participar de uma daquelas expedições organizadas por Chávez para “resgatar reféns” — tratava-se de uma pantomima!— concedeu uma entrevista ao jornal francês Le Figaro em que afirmava que o Brasil era “neutro” sobre o caráter terrorista ou não das Farc. Escrevi, então, o texto GOVERNO LULA É “NEUTRO” SOBRE UM MOVIMENTO QUE SEQÜESTRA E DEGOLA.
Naquela operação de 2008, a Colômbia apreendeu dois laptops que eram usados por Reyes. Neles, havia troca de e-mails com seus comandados dentro e fora da Colômbia. Um deles era — é!!! — o tal “Padre Olivério Medina”, que mora no Brasil na condição de refugiado político (!?). Numa das conversas, Medina diz ao interlocutor que sua mulher, a brasileira Angela Maria Slongo seria contratada pelo governo federal, numa operação destinada a “protegê-la”. De fato, ela foi para a Secretaria de Pesca. Quem assinou a contratação foi Dilma Rousseff, esta cuja eleição é agora saudada, conforme evidencia imagem abaixo.
Medina é tratado, às vezes, como um “ex-membro” das Farc. Reportagem do jornal El Tiempo (Aqui), da Côlômbia, prova que não é “ex” coisa nenhuma! Ao contrário: é um homem importante na hierarquia do terror. Entre os e-mails, havia um outro em que se listavam aqueles que eram considerados os “amigos” das Farc no Brasil, a saber: José Dirceu, Roberto Amaral, Gilberto Carvalho, Erika Kokay, Celso Amorim, Marco Aurélio Garcia, Perly Cipriano (da Secretaria de Direitos Humanos), Paulo Vannuchi e Selvino Heck, assessor de Lula. A revista Cambio tem uma longa reportagem a respeito (Aqui).
Com esses dados e com tudo o que temos em arquivo a respeito, a saudação dos “companheiros” das Farc fica, creio, mais clara. Esclarecer é um dos deveres do jornalismo.
Por Reinaldo Azevedo
12/11/2010
às 15:49

Narcoterroristas da Colômbia saúdam eleição de Dilma

As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), grupo narcoterrorista cujos métodos são conhecidos, saudou a eleição de Dilma Rousseff no Brasil. O texto foi divulgado pela Agência de Notícias Nova Colômbia (ANNCOL), porta-voz da bandidagem. Leiam a íntegra.
As Farc saúdam a eleição de Dilma para a Presidência do Brasil
Compatriota Dilma Rousseff, presidente eleita do Brasil,
Daqui, das montanhas da Colômbia, nossa cordial saudação, bolivariana, com o anseio de Pátria Grande.
Permita-nos aderir à justificada alegria do grande povo de Luís Carlos Prestes pelo feito relevante de ter, pela primeira vez na história do Brasil, uma presidenta, uma mulher ligada desde sempre à luta por justiça.
Presidenta Dilma, para você, nosso aplauso e reconhecimento.
Sua ascensão à Presidência da República Federativa, somada à sua pública convicção da necessidade de uma saída política para o conflito interno da Colômbia, centuplicou nossa esperança na possibilidade de alcançar a paz pela via do diálogo e da justiça social.
Estamos certos de que a nova Presidência do Brasil terá papel determinante na construção da paz regional e na fraternidade dos povos do continente.
Atenciosamente,
Secretariado do Estado Maior das Farc
Leitores, vocês sabem o que dá e o que não dá para publicar em comentários, certo?

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. ...já que eu não posso escrever o que eu penso, então, sem comentário...

    Porém, gostaria de poder tirar esse sorriso aí na minha cara da foto...

    ResponderExcluir

DESABAFOU? RIU? BRINCOU? SE COMOVEU? CHOROU? NÃO GOSTOU?
DE QUALQUER FORMA EU TENTEI! TÔ VENDO TUDO ESTÁ FAZENDO SUA PARTE! MAS SE GOSTOU OU NÃO, FAÇA SUA PARTE, COMENTANDO !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...